Personal Run - Assessoria de Corrida

Acesse sua área de treinamento

Notícia

Alimentos que ajudam na dor muscular tardia
Nutrição

Alimentos que ajudam na dor muscular tardia

A Dor Muscular Tardia é uma condição muito comum para os praticantes de exercícios físicos, trata-se de um desconforto e dor na musculatura utilizada de oito horas até 72 horas após a realização do exercício. Seja pela condição de destreinamento, quando o individuo não esta habituado a pratica de exercícios, ou quando está retornando a praticar exercícios depois de longos períodos parado ou ainda, quando há uma mudança no estimulo/tipo de exercício.Treinos diários e intensos, levam ao rompimento microscópico das fibras musculares, e com isso o nosso corpo desencadeia uma resposta inflamatória que atinge os receptores de dor do nosso corpo.

 

Como a nutrição pode ajudar?

 

1) Ajuste na ingestão de macro e micronutrientes, seja antes, durante ou depois do treino, fornecendo condições ideais para a musculatura executar o exercício e se recuperar. Carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e agua, são elementos essenciais que fazem com que o corpo aguente o desgaste causado pela atividade e possa se recuperar prontamente. Se você tem dor muscular tardia importante, talvez seja a hora de rever as refeições pré e pós treino, bem como a suplementação durante o exercício.

 

2) Incluir alimentos como beterraba, cacau {ação vasodilatadora}, espinafre {aumenta a captação de oxigênio pelos músculos} e café {melhora síntese e ressíntese de glicogênio} antes ou depois do treino pode ser uma estratégia interessante para quem sofre com esse desconforto.

 

3) Outra estratégia bem interessante, é aumentar a ingestão de alimentos com propriedades anti-inflamatórias. A Curcumina por exemplo, presente no açafrão-da-terra tem potente ação anti-inflamatória. Estudos apontam que ela pode reduzir a dor 24 horas após o exercício. Seu consumo pode ser com a comida ou podemos usar o extrato, na forma de suplementação. As frutas vermelhas como morangos, mirtillos, jabuticaba e açaí, também podem contribuir com a redução das dores após o exercício, isso pela presença de antocianinas, que reduzem o estresse oxidativo. O gengibre é outro alimento bem interessante. Além da ação anti-inflamatória, pode acelerar o processo de recuperação muscular. E não menos importante, fontes de ômega 3 {peixes, castanhas} com seu efeito antiinflamatório já bastante conhecido, ainda pode ajudar protegendo a função motora.

 

Cecília Alkmim Nutricionista/ CRN9 - 2410

VOLTAR

Cadastre-se e receba as novidades da Assessoria Personal Run

  • Facebook
  • Instagram
Zoom Agência Digital
Assessoria Personal Run Ltda ME - 14.709.546/0001-20
Rua Angélica, nº 726 • Bairro Vila Maria Helena • CEP 38020-010 • Uberaba/MG
contato@aprun.com.br • (34) 99127-2322